23 de setembro 2021 Casa Verde e Amarela

Como funciona o subsídio no Casa Verde e Amarela

Já falamos aqui sobre as mudanças que ocorreram com a substituição do programa Minha Casa Minha Vida pelo Casa Verde e Amarela, lançado em agosto de 2020.

Percebemos, no entanto, que muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como funciona o subsídio nesse programa habitacional do Governo Federal. É por isso que estamos aqui para esclarecer alguns pontos com relação ao assunto. Não deixe de conferir a seguir!

O que é subsídio

O subsídio habitacional é um benefício utilizado para a realização da conquista da casa própria e consiste na concessão de dinheiro por parte do Governo para tornar mais acessível a compra de um imóvel, com foco especialmente nas famílias de baixa renda.

De maneira resumida, o Governo paga um percentual do valor do imóvel. Por exemplo, se você vai comprar um imóvel no valor de R$ 120 mil e consegue um subsídio no valor de R$ 30 mil, essa quantia pode ser aplicada em um financiamento imobiliário, deixando suas parcelas menores, já que o valor a financiar será menor.

Faixas de renda

Para conseguir usufruir dos benefícios oferecidos pelo Casa Verde e Amarela, é essencial entender como funcionam as faixas de renda no programa e como são separadas, para verificar se você se encaixa nos requisitos estabelecidos.

A divisão por faixas é a seguinte abaixo:

– Faixa 1,5: renda até R$ 2.000,00 e subsídio de até R$ 47.500,00, com variação dependendo da renda e região do imóvel;

– Faixa 2: renda até R$ 4.000,00 e subsídio de até R$ 29.000,00, com variação dependendo da renda e região do imóvel;

– Faixa 3: renda até R$ 7.000,00.

Como foi possível ver, quanto menor a renda, maior o subsídio o solicitante poderá receber, ou seja, a faixa de renda é o que vai determinar qual valor de subsidio a família terá direito.

Da mesma forma, as taxas de juros se dão pela divisão das faixas:

– Faixa 1,5: taxa de juros de 5% a 5,25% (não cotista do FGTS) e de 4,5% a 4,75% (cotista do FGTS);

– Faixa 2: taxa de juros de 5,5% a 7% (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista);

– Faixa 3: taxa de juros de 8,16% (não cotista) e de 7,66% (cotista).

Se os imóveis estiverem localizados nas regiões Norte ou Nordeste, a taxa de juros é mais favorável para as duas primeiras faixas, se dando da seguinte maneira:

– Faixa 1,5: taxa de juros de 4,75% a 5% (não cotista do FGTS) e de 4,25% a 4,5% (cotista do FGTS);

– Faixa 2: taxa de juros de 5,25% a 7% (não cotista) e de 4,75% a 6,5% (cotista);

– Faixa 3: taxa de juros de 8,16% (não cotista) e de 7,66% (cotista).

Para participar do Programa Casa Verde e Amarela, além de se encaixar em um desses três grupos de renda, é necessário cumprir alguns outros requisitos, como ser um cidadão brasileiro, ter mais de 18 anos e não participar de outro programa habitacional do Governo.

Essas regras poderão sofrer mudanças de acordo com novas alterações do governo, para ficar pro dentro fique de olho em nossas redes e/ou tire dúvidas com um de nossos corretores.

Agora que você já sabe melhor como funciona o subsídio na Casa Verde e Amarela, antes de ir embora, aproveite para conhecer os nossos imóveis e pesquisar qual pode ser o seu novo lar.

Fale conosco

Fale Conosco
Youtube CAC

Receba nossas notícias

Receba as notícias do nosso blog em seu e-mail e fique por dentro das dicas e informações sobre o mercado imobiliário.

Newsletter